Sexta-feira, 5 de Outubro de 2007

DIA DO PROFESSOR

Comemora-se o Dia do Professor ( e da professora, já agora...) e , por isso e porque me pareceu importante o discurso de Cavaco Silva, deixo aqui algumas reflexões sobre a relação entre Família e Escola.

O ser humano tem no seu desenvolvimento duas Instituições de referência: a família e a escola. Torna-se necessário, portanto, tratar cuidadosamente a articulação entre ambas : é o mínimo exigido por respeito à pessoa cuja educação ambas partilham ao longo de um larguíssimo período de tempo.

Em Portugal, esta questão põe-se ainda com maior pertinência dada a numerosa presença de emigrantes quer dos países do Leste europeu quer dos Palop.

Como se pode ler em "Early Childhood Digest" existem benefícios tanto para a escola como para a família: "Los maestros necesitan saber algo sobre la família, la lengua y cultura de los niños y niñas para ayurdales a aprender(...) .Los padres y madres se benefician porque aprenden más de lo que ocurre en la escuela y pueden animar a los niños a aprender en casa".

Deve-se ter em conta neste trabalho interactivo , segundo Jane Powell e Di Hart, os aspectos seguintes:

- As necessidades de desevolvimento da criança/adolescente

-A capacidade dos pais ou substitutos para responder a essas necessidades

-O impacto da família alargada e dos factores contextuais.

Os mesmos autores ainda defendem ser importante considerar:

«Abandono psicológico

«Mudanças Habitacionais, principalmente se frequentes

«História infantil dos pais

«Condições laborais dos pais

«Dificuldades de relação

«Falta de informação/aproveitamento dos recursos disponíveis

«Estruturação familiar deficiente

«Problemas sociais

«Excesso/Precaridade de trabalho

«Pobreza

«Afectividade

Mas, citando em tradução livre " Early Childhood Digest" novamente, " a comunicação pode ser difícil, especialmente quando a família se sente incómoda na Escola, ou não fala bem a língua, ou se é oriunda de culturas diferentes da dos educadores e professores. Afortunadamente, tanto pais como educadores desenvolveram maneiras de facilitar a comunicação".

São algumas dessas estratégias facilitadoras de um relacionamento indispensável para todas as partes que aqui partilho.

Antes, porém, falarei sobre as condições básicas a que todas as famílias têm direito e que influenciam o seu desempenho:

...Rendimento suficiente e adequado

...Casa

...Cuidados de saúde

...Cuidado quotidiano das crianças/pessoas idosas

...Educação

...Espaços de lazer.

Vejamos, agora, as estratégias específicas e viáveis na interacção das duas instituições:

 

FAMÍLIA

-Falar com o/a professor/a

-Compartilhar os seus valores, religião e crenças

-Mostrar a sua cultura

-Informar-se sobre aulas (in)formais de línguas

-Associar-se a um programa ou actividade para pais na escola

-Trocar impressões com outras pessoas que passem mais tempo na escola

-Fazer com que vários elementos da família e/ou do círculo de amizades se relacionem com a escola

-Observar as suas crianças no meio escolar

-Telefonar para a escola

-Escrever um bilhete ao professor

-Oferecer-se para ajudar em casa

-Contactar alguém que compreenda o seu idioma.

ESCOLA

-Acreditar na importância de uma boa relação entre a família e a Escola

-Não estigmatizar nem a criança nem a família

-Evitar as críticas cruzadas, preferindo sugestões

-Promover um Programa de Educação Parental

-Possuir Centro de Apoio às Famílias

-Ter Programas de Visita a casa

-Desburocratizar ao máximo possível os contactos com os pais

-Solicitar a colaboração de familiares e respectivos amigos

-Auxiliar as famílias a utilizarem bem oa recursos sociais da comunidade

-Não solicitar a presença dos pais só quando existem problemas

-Estar aberta e disponível para contactos informais.

Como é óbvio, as dificuldades estarão sempre presentes nesta interacção e não existe rigorosamente nenhum milagre que evite os conflitos que lhe são inerentes.

O que se pretende é tão-só abrir horizontes numa matéria bem importante, cuja responsabilidade é de todas as pessoas relacionadas com a Educação. Evidentemente, este trabalho atravessa todo o sistema educativo, iniciando-se na Creche( 0 -3 anos).

Num país onde Catalina Pestana afirma a continuação de abusos sobre as crianças da Casa Pia e em que a Ministra da Educação diz ter perdido os professores, mas ganho os portugueses...toda a contribuição que possa salvaguardar a criança é importante, não?

Como escreveu Burbules:

" Uma atitude de respeito mútuo pode manter uma relação, apesar de grandes diferenças em saberes, valores e crenças".

Se este conceito tão simples fosse seguido, muito sofrimento, muita humilhação, muitas lágrimas se teriam evitado.

Bom fim-de-semana prolongado!

sinto-me: BEM!
música/livro: "A História da Educação em Espanha e Portugal"-Nóvoa/Berrio
publicado por São Banza às 16:30
link do post | Que diz ? | favorito
|
10 comentários:
De Apátrida a 5 de Outubro de 2007 às 19:42
Como ti ben dis :A clave está no respeto e na tolerancia.
Moi interesante e instructivo, os datos que aportas no desenrolo do tema.
Unha aperta é bom fim de semana


De São Banza a 5 de Outubro de 2007 às 20:33
Bem vindo!
Graciñas!
Como gosto do galego :parece português antigo!
Volta sempre!
Bem hajas!


De Pitanga Doce a 5 de Outubro de 2007 às 20:10
Olá, São. O dia do Professor, comemora-se aqui a 15 de outubro. É uma classe cada vez mais desvalorizada, e esta moda que há agora de chamarem as professoras de "tia", pelo menos na primária me irrita bastante. Enfim...

beijos de Pitanga


De São Banza a 5 de Outubro de 2007 às 20:41
Tia?! Com que jeito?
Aqui, como te deves ter apercebido pelo texto, a profissão docente também vai de mal a pior e, ainda por cima, temos um Governo de maioria, dito socialista, mas que descambou por completo para a Direita.
Quanto a corrupção, essa vai de vento em popa!
Valham-nos estes encontros para arrebitarmos!
Bem Hajas!


De Elvira a 5 de Outubro de 2007 às 23:24
Penso que a Educação a par da saúde deveriam ser as principais preocupações de qualquer governo. Infelizmente parece que os sucessivos governos que temos tido só se preocupam com isso na hora das promessas para as eleições.
Um abraço e bom fim de semana.


De São Banza a 6 de Outubro de 2007 às 09:18
Ouviu ontem , na SIC, Medina Carreira? Bom, e fico estarrecida cada vez que o ouço, porque o acho verdadeiro.
Os Governos são o que são, porque saem do povo português...e o povo português já nem sei que classificação lhe hei-de dar.
Espero-a sempre!
Bom sábado.


De Gustavo Chaves a 6 de Outubro de 2007 às 02:11
A educação deve manter a relação dialética pais-professores


De São Banza a 6 de Outubro de 2007 às 09:21
É, mas geralmente é complicado. Por isso, se necessitam estratégias.
Bom sábado.


De ANNA a 6 de Outubro de 2007 às 09:02
nada tenho acrescentar pois vc já disse tudo

é incrivel!

beijokas


De São Banza a 6 de Outubro de 2007 às 09:12
Anna, és uma maravilha!
Graças!
Volta sempre!
Um abraço grande!


Reflexão sobre o post

.Conheça-me melhor

.pesquisar

 

.Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. NATAL

. FLORBELA ESPANCA

. A FERNANDO PEIXOTO

. JOGOS PARA-OLÍMPICOS 2008

. DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA

. QUEDA COM HISTÓRIA

. TEMPO DE REPOUSO

. " A CATEDRAL"

. INFORMAÇÃO

. ABRIL : LIBERDADE !

.Memórias

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds