Segunda-feira, 5 de Novembro de 2007

CLANDESTINOS

Acabei de ver un documentário sobre o drama das pessoas cujas insuportáveis condições de vida (?) as obrigam a afrontar todos os riscos, acabando muitas vezes por encontrar uma morte cruel e sem sentido.

Quem consegue aportar à suposta terra da grande oportunidade, percebe logo - e da pior maneira! - que deixou de ser uma pessoa com direitos e deveres para se transformar em clandestino/a.

Sobre esta tragédia sem nome vos deixo aqui um poemeto meu, que para ganhar todo o significado deverá ser contextualizado com a canção" Clandestino", de Manu Chao.

A apreciar no excelente blog do meu caro amigo Desiderio Benito :

                http://sensacionesmusicales.blogspot.com/

           CLANDESTINOS

Todos nós

somos clandestinos

sobre uma Terra

que não nos pertence

e onde só nos restam

três palmos de sepultura.

Uma referência especial para o meu bom amigo José Gonçalves, a quem sinceramente desejo muitas felicidades neste seu dia de entrada-na-terra!

Boa semana!

sinto-me: Revoltada!
música/livro: Manu Chao - "Clandestino"
publicado por São Banza às 02:28
link do post | favorito
De Graça Pires a 5 de Novembro de 2007 às 19:31
É um drama tremendo, este, dos clandestinos. Dói só de pensar nas pessoas que vão à procura de uma vida melhor e muitas vezes encontram a morte ou uma miséria maior.
Gostei do teu poema. Sim todos estamos de passagem. A clandestinidade de que falas é comum a todos. Um beijo.


De São Banza a 5 de Novembro de 2007 às 20:02
Como é bom ver-te por aqui...
Ainda bem que te agradou o poema, porque também gosto da tua poesia.
Sim, só estamos numa escola...e bem dura.
Abraços.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.Conheça-me melhor

.pesquisar

 

.Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. NATAL

. FLORBELA ESPANCA

. A FERNANDO PEIXOTO

. JOGOS PARA-OLÍMPICOS 2008

. DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA

. QUEDA COM HISTÓRIA

. TEMPO DE REPOUSO

. " A CATEDRAL"

. INFORMAÇÃO

. ABRIL : LIBERDADE !

.Memórias

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds