Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

VULCÃO DOS CAPELINHOS

Madrugada de 27 de Setembro de 1957, Ponta dos Capelinhos, ilha do Faial, arquipélago dos Açores: início do longo martírio de milhares de pessoas,cujo destino foi o refúgio norte-americano aberto pela mão de John F. Kennedy.

Talvez a semelhança da situação entre os exilados açoreanos e a sua própria família - expulsa da Irlanda pela terrível crise do míldio da batata que destroçou vidas às centenas naquela ilha no triénio 1845/ 1846/1847, ficando conhecida como Grande Fome - lhe tenha aberto o coração a tão dramática situação.

Ou talvez eu esteja a ser ingénua e as razões do futuro Presidente dos Estados Unidos da América tivessem motivos mais interesseiros.

Das imagens televisivas a branco e preto da época, os meus oito anos recentes guardaram o fascínio de uma Natureza livre, poderosa e indomável; e também o desamparo de pessoas muito vulneráveis derramando em prantos a sua tristeza e o seu desconsolo junto a pobres casas que iam desaparecendo lentamente sob camadas de cinza e pedras.

Emocionei-me ao pisar pela primeira vez, em 29 de Julho de 2007, aquela terra onde outrora pessoas tiveram projectos de vida e, actualmente, se reveste de uma beleza inóspita, à mercê das oceânicas águas azuis, dos ventos e -até!- de alguns actos vândalos.

Gostei de ver a torre do farol a emergir do seu mausoléu de cinzas e de saber da intenção de ali se inaugurar muito em breve um Centro de Interpretação Vulcanológica.

Celebra-se hoje a passagem de meio século sobre a manifestação de força de Gaia, sempre senhora e dona do seu proprio destino.

Não posso deixar de celebrar também todas as pessoas cuja vida foi, de qualquer modo, tocada poe este acontecimento.

Voltarei a falar convosco sobre estas belíssimas ilhas verdes encastoadas no Atlântico turquesa .

Obrigada!

  

 

sinto-me: Comovida
música/livro: GRUPO DE VIOLAS DA ILHA TERCEIRA-"PERCURSO PELAS ILHAS"
publicado por São Banza às 16:35
link do post | favorito
De gustavo chaves a 28 de Setembro de 2007 às 01:25
É a terra não escolhe onde agir, ela grita, e outros tantos silenciam


De São Banza a 28 de Setembro de 2007 às 17:42
Grata por sua presença.

Por algo os antigos deificaram a Terra , chamando-lhe Gaia, não é? Nós , modernos, é que achamos ter mais poder do que ela, veja só!
Abraço grande|


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.Conheça-me melhor

.pesquisar

 

.Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. NATAL

. FLORBELA ESPANCA

. A FERNANDO PEIXOTO

. JOGOS PARA-OLÍMPICOS 2008

. DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA

. QUEDA COM HISTÓRIA

. TEMPO DE REPOUSO

. " A CATEDRAL"

. INFORMAÇÃO

. ABRIL : LIBERDADE !

.Memórias

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds