Terça-feira, 16 de Outubro de 2007

PARA ADRIANO CORREIA DE OLIVEIRA

Há vinte e cinco anos que partiste na viagem sem regresso. Tinhas tão-só quarenta anos, mas ninguém morre cedo ou tarde de mais, segundo aquilo que creio.

Venho dar-te novas desta margem ...e não são as melhores, perdoa-me.

A RTP começa hoje a transmitir "A Guerra", série documental levada a efeito pelo jornalista Joaquim Furtado sobre a guerra colonial que durante treze longos e duros anos devastou a sociedade portuguesa, além de levar repressão e morte às então ditas províncias ultramarinas.

E acreditas que, hoje e na mesma RTP, para minha perplexidade e espanto, um furioso e saudosista ( melhor, fascista e imperialista!!) tenente - coronel Brandão Ferreira levantou bem alto a voz  em defesa dos pretensos direitos portugueses sobre os agora PALOP e da guerra para os manter?!

Como é possível existirem ainda pessoas cristalizadas no passado, sem entenderem rigorosamente nada do seu tempo nem do contexto onde se movem?!

Ainda dói mais - como facadas na alma!!- ouvir uma juventude completamente alienada considerar necessário um novo Salazar!!

Sim, eu sei a responsabilidade é nossa, isto é, da minha geração : já o reconheci publicamente várias vezes.

Logo após a gloriosa madrugada de 25 de Abril 1974, embandeirámos em arco e pensámos que a Democracia estava fialmente ganha e que a História acabara.

Bem cara e dolorosa, nos tem saído a ilusão...

A geração que se encontra agora entre os cinquenta anos e a morte foi uma geração de transição, de luta, de valores...e tem assistido ao longo de anos ao desabar de tudo quanto idealizou e construiu.

Fico por aqui: não quero acrescentar mais amargura e tristeza às que , eu sei, levaste na bagagem do fim.

Mas há, felizmente , uma óptima notícia : vozes de cantores de hoje uniram-se num disco(com DVD) em tua homenagem e memória!

Escrevo-te ao som da voz única de José Afonso, teu companheiro de tudo.

Em vossa memória e homenagem e também por respeito a todas as vítimas da vergonhosa guerra colonial a que só o Movimento dos Capitâes de Abril pôs termo, deixo aqui "Menina dos Olhos Tristes", poema do poeta moçambicano Reinaldo Ferreira, musicado por José Afonso e cantado por ti.

                MENINA DOS OLHOS TRISTES

Menina dos olhos tristes,

O que tanto a faz chorar?

O soldadinho não volta

Do outro lado do mar...

Senhora dos olhos cansados,

Porque a fatiga o tear?

O soldadinho não volta

Do outro lado do mar...

Vamos, senhor pensativo,

Olhe o cachimbo a apagar.

O soldadinho não volta

Do outro lado do mar...

Anda bem triste um amigo,

Uma carta o fez chorar.

O soldadinho não volta

Do outro lado do mar...

A Lua que é viajante

É que nos pode informar.

O soldadinho já volta

Do outro lado do mar.

O soldadinho já volta,

Está quase mesmo a chegar.

Vem numa caixa de pinho,

Desta vez o soldadinho

Nunca mais se faz ao mar!

Paz a quem partiu!

sinto-me: Luz para quem partiu!
música/livro: " De Capa e Batina" - José Afonso
publicado por São Banza às 12:03
link do post | favorito
De amigona a 16 de Outubro de 2007 às 18:52
Subscrevo as tuas palavras...


De São Banza a 16 de Outubro de 2007 às 20:28
Obrigada pela visita: a casa está ao dispor.
Boa noite.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.Conheça-me melhor

.pesquisar

 

.Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. NATAL

. FLORBELA ESPANCA

. A FERNANDO PEIXOTO

. JOGOS PARA-OLÍMPICOS 2008

. DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA

. QUEDA COM HISTÓRIA

. TEMPO DE REPOUSO

. " A CATEDRAL"

. INFORMAÇÃO

. ABRIL : LIBERDADE !

.Memórias

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds